O impacto do trabalho remoto na vida das famílias

Bom, apesar de não ser um tema “original”, eu gostaria de dividir com vocês algumas reflexões sobre o impacto do trabalho remoto na vida das famílias. Eu escrevi este texto em agosto de 2020, depois de uma live , aqueles bate papos organizados no aplicativo Instagram que ficaram na moda durante o isolamento social.

As famílias estão sempre se adaptando às tarefas e desafios de cada nova fase e esses meses de pandemia, home office, didática a distância estão sendo de muita negociação e muitos ajustes em casa!

O mundo parou! As escolas fecharam, as pessoas passaram a trabalhar de casa, ninguém podia sair de casa, a não ser para motivos de extrema necessidade. A COVID 19 exigiu uma reorganização na vida das pessoas no mundo inteiro.

Impactos na organização do espaço

Os filhos estudam em casa. Os pais trabalham em casa.

Certamente as famílias tiveram que improvisar um espaço de trabalho / estudo.

Ainda não se sabe quando as escolas voltarão ao ensino presencial e muitas empresas vão continuar com o trabalho remoto por mais um bom tempo, as pessoas tiveram que organizar o espaço e a infraestrutura – internet de qualidade e com muitos gigas, iluminação adequada, mesas e cadeiras ergonômicas. Algumas famílias puderam investir nisso, outras continuam na improvisação.

Abrindo um parêntese aqui, estou me referindo às famílias que podem se dar ao luxo disso tudo pois, infelizmente, ainda vivemos num mundo desigual –em muitas famílias – os pais que perderam seus empregos, as pessoas moram em espaços pequenos sem computadores, sem internet, as crianças que perderam além do espaço de socialização, as merendas/refeições.

Contudo os impactos vão além desses já descritos e podem ser classificados em pontos positivos / vantagens e negativos / desvantagens

Vantagens do trabalho remoto para a vida em família

– As pessoas não gastam tempo no deslocamento (e no trânsito) e consequentemente têm mais tempo em casa. Os pais que passavam o dia fora, agora podem acompanhar o dia a dia dos filhos de pertinho.

– As refeições estão mais saudáveis, preparadas em casa, e são feitas com a família.

– Existe uma maior proximidade entre as pessoas que já moravam na mesma casa, pois agora a convivência é 24 horas, 7 dias na semana.

Mas como toda moeda tem dois lados, essas vantagens também podem ser desvantagens.

Desvantagens

– Trabalhar em casa exige muita disciplina e muita concentração e respeito de limites – é importante criar uma rotina, definir as tarefas / atividades do dia. Não é porque você está trabalhando de casa que precisa trabalhar muito mais horas.

– as crianças estudando em casa, muitas vezes precisam da ajuda dos pais com computador, a impressora e com os deveres de casa. Além disso, eles precisam comer – café da manha, almoço, jantar e vários lanchinhos / merendas entre as refeições. Alguém precisa prepará-las.

– acúmulo de funções e papéis. Os pais se viram com uma enorme sobrecarga de trabalho e, em muitos lares ainda são as mulheres as responsáveis pela casa e pelas crianças, mesmo quando elas trabalham fora. Se não dá pra fazer tudo, faça tudo o que puder fazer. Quem trabalha no escritório, fora de casa, sai do seu ambiente de trabalho para almoçar, quem trabalha em casa, precisa preparar a comida  e quem tem filhos precisa preparar as refeições adequadas para as crianças.

– a proximidade entre as pessoas traz mais amor, mais brigas, mais intimidade. Alguns casais casados há anos, estão se conhecendo agora. Infelizmente o número de casos de violência domestica aumentou no mundo inteiro.

Infância e adolescência

Depois de todo esse tempo sem escola, sem contato com os amigos penso no impacto disso tudo na vida

das crianças e adolescentes.  Se no início eles ficaram felizes com a suspensão das aulas, tenho certeza de que estão morrendo de saudades das escolas, de estar com os amigos. É um período de descoberta e de muitas aprendizagens que foi interrompido. Certamente, eles perderam muito com tudo isso.

Muitas crianças já manisfestaram e verbalizaram seus medos e ansiedades. Os que não conseguiram expressá-los em palavras, podem apresentá-los em sintomas variados – agressividade em casa, pesadelos recorrentes ou então faz xixi na cama, desenvolve uma gagueira .

Pets e hobbies

O sentimento de estar sozinho em casa fez com que muitas famílias adotassem um animal de estimação fenômeno percebido em vários países. Se antes as pessoas se queixavam da falta de tempo livre para se dedicar aos hobbies, durante a quarentena, muitos se dedicaram aos cursos on line, de temas mais variados, à arrumação da casa e aos velhos e novos hobbies -meditação, leitura, culinária, organização etc.

O que vai ficar dessa experiência?

Temos que esperar para saber, mas eu apostaria em algumas hipóteses.

– No Brasil, as pessoas vão precisar menos de empregadas domesticas e diaristas. As famílias passaram muito tempo sem ajuda e viram que é possível se virar sozinhos e no final do mês sobra um dinheiro para o lazer ou para colocar no “fundo viagem”.

– O trabalho remoto, desejo antigo de muitos trabalhadores, surgiu de improviso, pois as empresas ainda não estavam preparadas, veio para ficar. E as empresas precisam ainda ajudar seus funcionários a lidar com o home office sem tanto estresse.

– Os serviços de entregas / delivery que já existiam, ganharam ainda mais força

– Acredito que com a possibilidade do trabalho remoto e dos serviços de delivery cada vez mais abrangentes, as exigências para a compra de um apartamento ou para a escolha do carro vão mudar.

Para quem trabalha em casa vai ser mais importante ter um apartamento confortável do que morar perto do trabalho ou do transporte. Se você não passa mais tantas horas do dia no deslocamento, não precisa ter um carro luxuoso com altos custos de manutenção, nem o segundo carro da família.

Qual é a sua opinião sobre tudo isso?

0 comentários

Faça um comentário

Quer participar da discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *