Motivação e Interesse pelo tema das Empresas Familiares

Desde 2002 estudo sobre empresas familiares, mas minha relação com o tema é muito mais antiga.

Eu cresci em uma família que possui empresa. Sou neta de imigrantes italianos que chegaram no Brasil com o sonho de “fare l’américa”.  Muitos dos meus amigos eram filhos de empresário e tinham uma vida bastante confortável.  E diante das minhas constatações de adolescente, consegui ver os muitos lados positivos da empresa familiar.

Me formei em psicologia, mais precisamente em terapia sistêmica de família e, comecei a me deparar com questões de dificuldades relacionais, causadas pela proximidade entre família e empresa, nas sessões de terapia.

Quando comecei a trabalhar na PUC-Rio como professora de ATITUDE EMPREENDEDORA – esse é um tema que merece um livro, vai ficar para outro momento! – encontrei uma serie de alunos que tinham feito sua escolha de carreira para agradar aos pais, alguns tinham certeza de que tinham feito a escolha errada mas ainda não sabiam qual curso seguir.

Em 2002 entrei num grupo de estudos sobre empresas familiares e aprendi muito. Descobri que existia, já naquela época, um enorme campo de estudo praticamente desconhecido no Brasil. Mergulhei de cabeça e encontrei (1) muitos artigos sobre o processo de sucessão, (2) muitos artigos falando sobre as dificuldades de passar para a geração seguinte, (3) uma série de mitos e preconceitos em torno das empresas familiares.

Em 2003 ingressei no doutorado com uma proposta muito audaciosa. Conhecer a percepção que 3 grupos de sujeitos têm sobre as empresas familiares – dos mais aos menos envolvidos com o negócio, (1) herdeiros de empresas familiares que já existiam há pelo menos 30 anos no mercado, (2) funcionários que trabalhavam em empresas familiares. Eu tinha material para 3 teses, cada um desses grupo trouxe uma enorme quantidade de informações.

Em 2007 terminei minha pesquisa e, em vez de me encaminhar para o universo acadêmico, optei por levar as informações produzidas na Universidade para a sociedade, com o objetivo de ajudar as empresas familiares  e assim surgiu o www.portaltudoemfamilia.com.br. Desde então a minha missão tem sido produzir e disseminar informações úteis e relevantes para a saúde e continuidade das empresas familiares.

Essa foto é do meu consultório e conta um pouquinho da minha formação acadêmica. Adoro estudar e ter feito o curso em teoria sistêmica me ajudou a entender que existe algo maior e diferente do que a soma das partes. Continuo estudando.

Em 2017 cursei a disciplina “family business” do curso de Economia Universidade de Padova, na Itália e aprendi diversas ferramentas que eu não conhecia.

Neste momento de quarentena, estou reinventando o meu negócio para alcançar um publico maior.

Vem surpresa por aí mas vou esperar o momento certo de contar.

0 comentários

Faça um comentário

Quer participar da discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *