Quando trabalhar na empresa da família significa “ter mais tempo com o meu pai”

Alguns empreendedores, principalmente aqueles que são os fundadores de uma empresa, dedicam muito do seu dia ao trabalho.

Costumo dizer que alguns vivem para o negócio pois quanto mais eles se dedicam, maior é o retorno e melhor é a “vida” que eles podem oferecer aos seus filhos.

Acredito, e minha experiência tem demonstrado, que as pessoas trabalham para oferecer à sua família um estilo de vida mais confortável do que o que eles tiveram no passado. Entretanto, muito filhos se queixam da falta de tempo livre com seu pai e encaram trabalhar na empresa da família como uma oportunidade de passar mais tempo perto dele.

Mas é preciso ter muito cuidado, pois essas situações podem provocar (nos jovens) sentimentos ambivalentes em relação ao negócio – Porque o meu pai não tem um tempo livre para a família? Será que a empresa é mais importante do que a família?  Será que nunca conseguiremos fazer uma viagem de férias em família?

Vale resslatar que estou me referindo ao pai, mas poderia ser a mãe ou os dois juntos. Todo negócio na sua fase inicial demanda muito tempo e dedicação por parte dos seus fundadores.

E esses sentimentos ambivalentes podem ser um dos responsáveis pela escolha profissional futura dos filhos.  Pense nisso!

0 comentários

Faça um comentário

Quer participar da discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *