Outras motivações das mulheres empreendedoras

É sabido que muitas mulheres ainda optam por abrir o seu negócio, pois essa seria uma maneira de contribuir com a renda familiar. Essas seriam as empreendedoras por necessidade. No post anterior escrevemos sobre as empreendedoras que identificaram uma nova oportunidade de negócio – são as empreendedoras por oportunidade, as inovadoras. 

 

Além das empreendedoras por necessidade e daquelas por oportunidade, temos visto casos de profissionais extremamente competentes, dedicadas ao trabalho e reconhecidas como pessoas bem sucedidas que, em um momento da vida, optam por mudar de carreira, abrir um negócio para assim, ter uma flexibilidade de horário e poder acompanhar o desenvolvimento dos filhos.

 

Costumo dizer que não é fácil abrir uma empresa quando não se tem todo o tempo do mundo para se dedicar a ela. Assim como um bebezinho, uma empresa nascente precisa de muita atenção para crescer, mas algumas mulheres preferem abrir mão daquela carreira frenética e se dedicarem – no tempo que for possível – a um novo projeto de vida que lhes proporcione o bem-estar de estarem inseridas no mercado de trabalho e alguma rentabilidade.

 

Este é um movimento que tem crescido mas que ainda é pouco valorizado. Contudo, nossa experiência tem demonstrado que esses negócios começam muito devagar e podem futuramente deslanchar. É como se nessa fase inicial, essas empreendedoras estivessem fazendo a sua pesquisa de mercado – estão se aproximando dos clientes, conhecendo melhor seus interesses, estão testando os produtos e, sem muita pressa, conseguem identificar o melhor produto ou o melhor serviço.

0 comentários

Faça um comentário

Quer participar da discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *